quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Sempre chuva


Nunca fui como todos
Nunca quis ser igual
Os meus sonhos não são como o dos outros
Muitos amaram
E nesse vácuo
Sou pequena...
Sempre chuva, nunca sol...



Rose Sousa

7 comentários:

  1. belo e sutil...linda Rose parabéns querida Pedro Pugliese

    ResponderExcluir
  2. Também me sinto assim, e por isso, identifiquei-me com seu poema. Lindo demais!

    ResponderExcluir
  3. great post !!!! Maybe we follow each other !? Let me know :) Greetings www.yuliekendra.com

    ResponderExcluir
  4. Passando pela net encontrei o seu blog, estive a folhear achei-o muito bom, feito com muito bom gosto.
    Tenho um blog que gostava que o conhecesse e se desejar faça uma visita ao peregrino E Servo
    Que haja paz e saúde no seu lar.
    Sou António Batalha.

    ResponderExcluir
  5. E ainda que pequena, tão imensa, linda poesia.

    ResponderExcluir
  6. Olá!! Este é um convite para você participar do “Grupo Academia Machadense de Letras”, onde você poderá publicar gratuitamente seus poemas, contos, crônicas, livros, música; textos sobre saúde, releases de CDS e DVDS, eventos, lançamentos, sugestões de filmes, Artes, Shows, teatro, cinema, dança, artesanato... Acesse o link abaixo e no canto superior direito clique em (PARTICIPAR). Grande abraço!
    https://www.facebook.com/groups/149884331847903/

    ResponderExcluir
  7. Olá!! Este é um convite para você participar do “Grupo Academia Machadense de Letras”, onde você poderá publicar gratuitamente seus poemas, contos, crônicas, livros, música; textos sobre saúde, releases de CDS e DVDS, eventos, lançamentos, sugestões de filmes, Artes, Shows, teatro, cinema, dança, artesanato... Acesse o link abaixo e no canto superior direito clique em (PARTICIPAR). Grande abraço!
    https://www.facebook.com/groups/149884331847903/

    ResponderExcluir

"São os sentimentos e não o intelecto que determinam as opiniões. " Seja bem vindo!

Google+ Badge