segunda-feira, 30 de junho de 2014

O que dizer...?

O que te dizer hoje?
Se me tranquei no abismo
E não mais verei o sol
Dessa luz que brilha
Só me resta a sombra
Dessa minha vida
Que passa logo



Copyright © 2014 Rose Sousa.Todos os direitos reservados. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem as devidas permissão do autor.

terça-feira, 24 de junho de 2014

VOCÊ, MEU MENINO


Você é meu amor, meu menino

Meu sal , meu sabor, minha cor, meu destino

Você é o fim do meu longo caminho
Você é o princípio de tudo divino

Você é a quem eu esperava
Já faz tanto tempo, e não te encontrava

Você é o meu mundo e no fundo
Aquilo que importa sou eu e você

Você é meu leão, meu gatinho
Você se transforma em tudo certinho

Nos momentos em que eu mais preciso
Você sabe exatamente o que ser

Você sabe estar sempre presente
Quando eu estou ausente, ao pé de você

Você chama a minha atenção
Com o seu jeitinho de não dizer “não”

Como dama num grande torneio
Eu te dei o lenço de meu campeão

Você é o meu mundo e no fundo
Aquilo que importa sou eu e você

Seu humor, seu amor, seu sorriso
É o ar, é a água e o pão que preciso

Nesta vida tão cheia de tudo
Que tem o seu preço, eu tenho você

Você é meu tesouro encontrado
Não dá pra pedir, pra comprar, pra vender

Neste mundo tão adulterado
Só seu oxigênio pra sobreviver

Nosso encontro já estava marcado
Por alguém mais alto que eu e você

Você é o meu mundo e no fundo
Aquilo que importa sou eu e você



(Por Ana C./SOB_VERSIVA)


segunda-feira, 2 de junho de 2014

O Meu Amor

O meu amor tem um jeito manso que é só seu
E que me deixa louca quando me beija a boca
A minha pele toda fica arrepiada
E me beija com calma e fundo
Até minh'alma se sentir beijada

O meu amor tem um jeito manso que é só seu
Que rouba os meus sentidos, viola os meus ouvidos
Com tantos segredos lindos e indecentes
Depois brinca comigo, ri do meu umbigo
E me crava os dentes

Eu sou sua menina, viu? E você é o meu rapaz
Meu corpo é testemunha do bem que  me faz

O meu amor tem um jeito manso que é só seu
Que me deixa maluca, quando me roça a nuca
E quase me machuca com a barba mal feita
E de pousar as coxas entre as minhas coxas
Quando  se deita...

Eu sou sua menina, viu? E você é o meu rapaz
Meu corpo é testemunha do bem que ele me faz


Chico Buarque

Google+ Badge