sexta-feira, 22 de maio de 2015

Apaixonada!

Desatei minhas amarras
Refiz meu caminho
Pisei bem firme
Risquei no chão
Meu próprio rastro
Me amei com gana
Fiz pra mim uma canção
Me desejo tanto
Que às vezes me enlaço 
Em meu próprio abraço 
Ninguém pode entender isso
Senão aquele que também se ama
Contei um tempo só pra mim
Meu momento!
Minha vida!
Derramei aos meus pés
Todas as regalias reais
Me alimentei do melhor banquete
Me apaixonei por mim
Doce e selvagem
Que aninha 
Que foge
Que ama
Que desencanta
E volta a sorrir
E se encontrar
No melhor lugar
Que poderia estar
Dentro de si mesma

Copyright © 2015 Rose Sousa.Todos os direitos reservados. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem as devidas permissão do autor.

sábado, 16 de maio de 2015

Coração de Estudante


Quero falar de uma coisa
Adivinha onde ela anda
Deve estar dentro do peito
Ou caminha pelo ar
Pode estar aqui do lado
Bem mais perto que pensamos
A folha da juventude
É o nome certo desse amor

Já podaram seus momentos
Desviaram seu destino
Seu sorriso de menino
Tantas vezes se escondeu
Mas renova-se a esperança
Nova aurora a cada dia
E há que se cuidar do broto
Pra que a vida nos dê flor e fruto

Coração de estudante
Há que se cuidar da vida
Há que se cuidar do mundo
Tomar conta da amizade
Alegria e muito sonho
Espalhados no caminho
Verdes, plantas, sentimento
Folha, coração, juventude e fé.


Milton Nascimento

quinta-feira, 7 de maio de 2015

DAS UTOPIAS


Se as coisas são inatingíveis... ora!
Não é motivo para não querê-las...
Que tristes os caminhos, se não fora
A presença distante das estrelas!


Google+ Badge